quinta-feira, 28 de abril de 2011

Minha princesa cordel

Gilberto Gil e Roberta Sá

Minha princesa, quanta beleza coube a ti...
Minha princesa, quanta tristeza coube a mim...

Na profundeza
O amor cavou
O amor furou tudo no chão


No coração do meu sertão
No meu torrão natal
Meu berço natural
Meu ponto cardeal
Meu açúcar, meu sal

Nossos destinos
Desde meninos dão-se as mãos
Nossos destinos
De pequeninos eram irmãos
E os desatinos também tivemos que vivê-los bem juntinhos
E os caminhos nos trouxeram para este lugar
Aqui vamos ficar,
Amar, viver, lutar
Até tudo acabar.



8 comentários:

Suzana Martins disse...

Essa versão está linda!!

Beijos

Fernanda disse...

Roberta Sá é muito legal!

Letícia disse...

Brigada pelo carinho...
Bjos

valeria soares disse...

Encantei-me por esta canção a primeira vez que a ouvi. É linda!

Kaiser Soze disse...

já vi 4 concertos dela (todos os que fez pelas minhas bandas) e estou à espera de mais. Roberta Sá é um luxo!!

RosaMaria disse...

Eu não conhecia =/

Linda, linda

boa semana, beijos poetisa

Thiago Quintella de Mattos disse...

A Roberta Sá é uma das boas surpresas de nossa Música. E numa época muito difícil de se achar alguém com talento.

Sandrio cândido. disse...

Lirica perfeita em um bailado simetrico de palavras e imagens tão bem selecionadas no catálogo poético.
beijos