sábado, 18 de setembro de 2010

Amados e Amantes

"Olhos nos olhos,
Quero ver o que você faz
Ao ver que sem você
Eu passo bem demais...

Dizem que o medo das mulheres é que seus homens amem outras mulheres, mas o medo dos homens é que suas mulheres sejam amadas por outros homens. Amadas no sentido mais carnal da palavra, amadas-satisfeitas. É por isso que as mulheres dizem "meu marido tem uma amante". Na verdade, elas não conseguem imaginar a possibilidade de seus amados amarem outras mulheres, preferem a idéia de que outras amam seus amados, por isso o que os homens têm, para as mulheres, não são outras amadas, são amantes. E como as palavras traem-nos em tantos momentos e revelam-nos nos nossos maiores medos e angústias e tormentos! Se para as mulheres, seus homens tem amantes, para os homens suas mulheres têm o quê?


... E que venho até remoçando
Me pego cantando,
Sem mais, nem por quê
Tantas águas rolaram
Quantos homens me amaram
Bem mais e melhor que você ".
 
Olhos nos olhos, Chico Buarque

10 comentários:

Danny disse...

" Ao ver que sem você eu passo bem demais..."

Perfeito
Me sinto assim,

A Escafandrista disse...

É, Danny, essa música é um tapa na cara de qualquer homem... E olha que foi um homem quem a escreveu ;)

Franck disse...

"O medo de amar é o medo de ser livre'... o amor não comporta 'amantes'...
Uma boa semana! Bjs*

Rodrigo Braga disse...

Olha, gosto disso: Você nessa postagem deu argumentos filosóficos e reais para as relações em que vivemos!

Faço minhas as suas palavras!

Maria Paula Alvim disse...

Concordo com você. Lembrei daquela máxima de os homens usam o amor para obter sexo e as mulheres usam o sexo para ter amor. Belo blog.

Paulo Francisco disse...

Quando eu era moleque, vi uma entrevista de Maria Bethânia e nunca mais esqueci o que ela disse do Chico Buarque: ¨O Chico escreve com alma feminina.¨ Até então, eu não tinha percebido o lado feminino do Chico, pois eu era moleque. Depois de algum tempo, passei a ouví-lo com mais frequência e pude constatar que Bethânia estava inteiramente certa. Eu, tenho o maior orgulho de ser brasileiro quando leio os nossos poetas, ouço as nossas canções. E ter um Chico Buarque não é para qualquer um. Sorte que a arte é universal e podemos compartilhá-la. Uma semana fantástica para você.
ah! adivinha o que estou ouvindo agora?

A Escafandrista disse...

Então, Paulo... Ontem fui à livraria Saraiva (eu poderia morar ali!) e pude me deliciar com os diversos livros que já foram escritos com biografia, discografia e teorias sobre a alma feminina buarquiana. A verdade é que desde que ouvi as primeiras músicas, não parei de me encantar com a obra desse espírito genial! Ontem assisti Benjamim, o filme baseado no livro homônimo do Chico. Eu usaria novamente a palavra genial se não a tivesse usado anteriormente... Quando ontem li os livros e vi o filme senti exatamente o mesmo que vc acabou de relatar: um verdadeiro orgulho de ser brasileira! Acho que os poetas são nossos heróis de alguma forma. O Chico é um dos meus ;)

Leandro Luz disse...

É só falar em Chico Buarque que tudo fica mais interessante.
Traição, carnal ou não, é sempre um assunto muito delicado.

Ana Elisa disse...

ahh o chico. sempre o chico!
sou professora de literatura e sempre dou um jeitinho de relacionar alguma música dele nas minhas aulas.
parabéns pelo blog!
bjs

lilly disse...

nossa dificil de responder são tantos os casos a se pensar, mas acho que pra os homens as mulheres tem amantes pq como as mulheres ele ñ querem admitir que suas mulheres podem amar outro...
bjos