sábado, 12 de fevereiro de 2011

Poesia essencial


Sinto como se brotassem poesias das pontas dos meus dedos e as palavras pudessem, indefinidamente, derramar-se dos meus olhos, como se pudessem dar a cor dos meus cabelos e o viço da minha pele. Sinto como se cada gesto meu fosse como uma poesia em movimento, como se cada verso fosse a minha própria "prosa de vida" e como se cada sonho meu fosse pouco mais do que a minha poesia essencial a mostrar-se inconscientemente dos olhos para dentro.

14 comentários:

CARLA STOPA disse...

a poesia excede dos contornos...Beijo.

Van disse...

A poesia sempre nos ultrapassa e excede a própria vida ! Grande Beijo.

Sandrio cândido. disse...

A poesia não pode mudar o mundo, mas pode criar um outro mundo.
palavras belas as tuas.
beijos

Gonçalo disse...

Deixo-te um beijinho e desejo-te muitos versos para este fim-de-semana!

:)

Lady Cronopio disse...

Lindo o seu blog!
Sua poesia, suas escolhas... Muito bom, mesmo.
Parabens e grata pelo comentário no meu texto.
Beijos

Flor com Espinhos disse...

pura poesia...sem linhas p separar qualquer conceito, porque não há conceitos...

Franck disse...

Que venha mais e mais prosa & poesia...
Bj*

RosaMaria disse...

Fazemos poesia porque precisamos explodir nossas emoções
Acreditamos no poder das letras
Construímos castelos com elas, pros nossos sonhos habitá-los.
Fazemos poesia por que enlaçamos atos e motivos.
Fazemos poesia por que agimos por impulso.
Fazemos poesia porque somos culpados
Fazemos poesia porque somos felizes

Beijos!

A Escafandrista disse...

Que lindo, Rosa. Adorei!!! obrigada.

Nathi disse...

Tem certeza que não está bêbada?

hehehe, brincadeirinha!

Inspiração deixa assim assim...totalmente alucinados pelas palavras!!!

Continue bebendo dessa fonte!

Obrigada pela dica do blog de poesia! Beijo

Marcelo R. Rezende disse...

Achei isso um absurdo de lindo.
Voltarei sempre.

Cristiano Guerra disse...

Moça do escafandro,
o que é que eu vou dizer?
Você está absolutamente certa.
E sinceramante, que lindo!

William Garibaldi disse...

Que maravilha!

Que dádiva te conhecer!
Te vi lá no verso fractal!
Amo conhecer poetas!
Poesia viva o teu perfil... "a lua... mais verbo que coisa!"

Amei conhecer teu espaço!

Pedro Penido disse...

Posso divulgar seu blog no VersoFractal?