quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Meias-Palavras

Imagem de Francine Van Hove


Acordo às três. Telefone toca, engano. Falo coisas sem sentido, invento sentido pro que não tem. E escrevo. Faço o que de melhor sei fazer. Misturo palavra e ânsia. Talvez a ânsia tenha criado as palavras. Dizem os especialistas que falar é necessidade de se expressar o que deseja. Mas eu calo. Calo quando deveria falar, calo enquanto desejo ainda. Calo pra não deixar coisas ditas em meias-palavras. Melhor é fazer silêncio do que ser explícita. Mulher explícita não tem graça, dizem que a graça da mulher está no mistério. Sinto que minhas poesias tem acabado assim, meio sem graça, meio sem sentido, como que ditas em meias-palavras. E adormeço então, depois de muito pensar, depois de calar e escrever, depois de fazer mistério, graça, silêncio, prosa e poesia.

12 comentários:

Paulo Francisco disse...

Eu gosto de resgatar uma frase de seus textos e está é perfeita: ¨a graça da mulher está no mistério.¨
Os seus textos são ótimos...
Um grande beijo.

A Escafandrista disse...

Em algumas frases dos meus textos, confesso que minto, mas nesta aí eu estava sendo bem verdadeira. rs Bjs

Van disse...

Lindo como sempre tudo que escreve...Não consigo mais deixar de vir até aqui beber das suas palavras e alcançar um pouco mais de inspiração para as minhas !

Já me calo então para só não te agradecer com meias palavras, você merece frases inteiras de gratidão por seus escritos !

Grande beijo.

Leandro Luz disse...

São verdades, mas não absolutas.
O explícito também pode ser muito interessante.

;*

Daniel disse...

Na verdade, os poetas sempre sentem isso, que nada faz sentido, por isso escrevem, para tentar se encontrarem entremeio a suas próprias palavras.
Adorei a foto e tudo o mais escrito.

Dan

Cris disse...

O bom de escrever é q nos permitimos vestir a roupagem q quisermos...fazer mistério, graça, silêncio, prosa e poesia e até usar de meias palavras. Bjãooo Rafa.

paradigmas universal disse...

Eu faço do significado algo neutro.

Kaiser Soze disse...

Mulher misteriosa e mulher explícita não são a antítese uma da outra. Isso é a imagem de uma sociedade machista e da "mulher para casar" e "mulher para "comer". Eu gosto que uma mulher me diga, explicitamente, que me quer...não há nada melhor e não me faz sentir menos homem.

Carlos Howes disse...

O silêncio esconde preciosidades.

E escondendo o mistério, escancara uma bela surpresa. Ótimo texto.

CARLA STOPA disse...

E viva o mistério minha amigaaaaaaaaaaaaaa...

Thiago Quintella de Mattos disse...

Vemos como um engano nos motiva às reflexões e à escrita. É bom demias burlar o medo e a tensão de um telefonema às 3 da matina!

Carol disse...

Então nasce a poesia.