sexta-feira, 13 de maio de 2011

Vôo Livre

Ilustração de Kyle M. Stone


Era aquela mesma vida alegre de todos os dias. Era criança brincando em frente de casa, na frente da casa amarelinha. Sabe aquelas casas de vila antiga? Pois foi ali que cresceu. E cresceu em meio às árvores no quintal da casa da avó, brincando de floresta. Tinha um quarto reservado só para os estudos, ali era a biblioteca particular, no segundo andar da casa. No mesmo ambiente havia uma sacada, uma janela que dava para o mar. Foi ali que ensaiou os seus primeiros vôos livres.


10 comentários:

Impoesia sim disse...

Tenho estado muito ocupado por isso a inassiduidade no seu blog. Adorável a imagem.

Abraço em vc.

Fernanda disse...

Casa de vila, árvores, avó, biblioteca...existe coisa melhor nesse mundo? Ou lugar mais acertado para o abrir de asas?

Ana Morais disse...

Como foi bom encontrar o seu espaço.
Levarei um pedaço teu comigo.

Um beijo, Querida.

Fernanda Hauptmann disse...

Gostei muito! (:

! Marcelo Cândido ! disse...

Da hora
!!!

Van disse...

Linda e impecável sempre , querida ! Amo aqui ! Grande Beijo !

www.vidainversoepoesia.blogspot.com

www.meusescritoseoutraspalavras.blogspot.com

Liza Leal disse...

Uma sacada, uma janela q dava p/ o mar... Perfeito p/se voar.


bjo
=)

Carol disse...

E como são belos os vôos livres, não? Aproveite-os bastante!

Aiai! Eu tb!
rs


bom final de semana!

Flor com Espinhos disse...

ahh, os primeiros vôos...äs vezes nem nos damos conta de que estão aocntecendo e só percebemos que voamos tempos depois que voamos...um pouco de nostalgia me pegou agora.

RosaMaria disse...

Olá!

Saudades daqui

Os primeiros passos, os primeiros voos, com o vento sussurando...

‘Não desista, o melhor ainda está por vir’

beijos
ótima semana