sábado, 26 de março de 2011

Instintos incertos

Imagem da web
Aqui faz primavera em cada parte,
Antecipam-se palavras a florescer.
Colho-as no calor da tarde,
Semeio-as no amanhecer.

Nos dias em que tudo são versos
Desconheço tudo, ouso escrever.
Sirvos aos meus instintos incertos
Sem hora para ir ou permanecer.

Nestes dias sou incorreta,
Não calculo hora nem dia.
Esqueço que sou poeta,
Penso que sou poesia.





Poesia semeada para ver se floresce até a próxima postagem, escafandristas. Até mais.

9 comentários:

Paulo Francisco disse...

Mais uma poesia linda!
Adorei.
Um beijo, Escafandrista.

Alicia disse...

Uau, que belo!

As vezes tb tenho essa audácia, de pensar que sou poesia.

Mas não saberia dizer tão bem.

Franck disse...

Vc é sim poesia-prosa-poeta...
Bjs*

Impoesia sim disse...

Desconheço tudo, ouso escrever.
Penso que sou poesia.

Maravilhoso. Fiz o comentário no texto anterior sem ter lido este poema. Gracioso, dotado de uma sensibilidade de que participam os que se dedicam a poesia.

Escrevi algo um pouco parecido, em breve estará no blog www.filosofeducar.blogspot.com

Thiago Quintella de Mattos disse...

"Ouso escrever", em dias de versos e nos dias de não versos!! :)

CARLA STOPA disse...

Vc é poesia minha amiga linda...Estar aqui com vc me deixa muito feliz.Boa semana e grande beijo.purfen

Thiago Quintella de Mattos disse...

"Ouso escrever", em dias de versos e nos dias de não versos!! :)

José Sousa disse...

Oi tudo bem!
Entrei mais uma vez em seu blogue e gostei de tudo que nele encontrei e li, lindo poema!
Vou continuar a ser seu seguidor, seja meu tabém la nos meus blogues. click no meu perfil e encontrará todos os meus blogues.

transpondo-barreiras.blogspot.com

Um abração.

RosaMaria disse...

Claro que tu é POESIA!

E das melhores, aquelas que a gente lê e se reconhece.

Obrigada por me dar a honra de estar aqui no Roll dos blogs.

Alias, bom demais ser sua amiga.

Beijão linda.
Boa semana