quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Da minha essência



Imagem: pixdaus.com

Porque sou feita de tudo um pouco,
De terra e de nuvem,
De doçura e tempestade
E meu coração é como uma caixa de pandora,
Porque habita em mim um desejo de ser que me devora
E há no peito um abismo,
Porque meus braços e pernas dançam ininterruptamente,
Porque enfeito os cabelos com estrelas do mar
E porque tudo isso me é possível
E me foi dado desde a primeira respiração,
Por isso, só por isso, afirmo que sou feita de verso,
Porque tudo o que começa em mim acaba em poesia
E esta é a minha única forma de existir.

13 comentários:

Vera Ferraz disse...

Nunca me senti tanto dentro de uma poesia como nesta! Bjs

Flor com Espinhos disse...

é preciso um champenhe agora! comemorar a beleza que é sua essência..e a emoção que foi ler isto. aiii, eu suspiro e engulo um copo de champanhe!

GIL disse...

Muito lindo, ser poresia, pura emoção.....amei....bjks...obrigada por sua visita, volte sempre tá.....bjks....Gil

Cristiano Guerra disse...

Nossa. Isso foi lindo.
Realmente lindo. P
oesia de qualidade, como é raro de encontrar. Com certeza foi seu poema que mais gostei, discaradamente. E se for sempre assim, prometo mergulhar aqui sempre.

Abraço

lilly disse...

muito massa a poesia, adorei parabens
bjos

Paulo Francisco disse...

Linda poesia. Leve, suave... fecho os olhos e viajo a cada verso...

Maria Zezé disse...

Vejo em alguns sonhos meus sonhos em palavras, ditas ou copiadas de forma tão clara como estas suas.
Adorei passar por aqui e ler sua alma poeta.
Bjs no coração.

Danny disse...

Belissimo blog!!

Toda essência do ser deveria acabar em poesia, não é mesmo??

Adorei caminhar por aqui.

Beijos na Alma

>>Dani

lilly disse...

Pois é todo vez que vejo o Serra me lembro do polvo Paul só que o polvo consegue ser mais simpático que ele, tenho medo dele o_O
bjos obrigado pela visita também....

Leandro Luz disse...

Eu não sou de gostar de qualquer poesia feita em blogs da vida que encontro por aí, mas os seus são sinceramente lindos, cara.
Parabéns.
;]

Leandro Luz disse...

Valeu pelo comentário lá! Também não gosto de ler textos muito extensos que enrolam, enrolam e não levam a lugar nenhum. Consequentemente, não gosto de produzir dessa maneira. Que bom que você gostou. Te add lá no meu blogroll.
Beijos;*

Áquila B. disse...

gostei muito do post e do blog em geral, suas palavras harmonicas tem um destino certeiro e perfeito. parabéns! =D

Anna K. Lacerda disse...

E o vento levanta sua saia para que dê ao mundo as entranhas da palavra!