quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Festa

Eu vou até você,
Ouço a sua voz,
O sangue me foge das veias.
Querer-te, amar-te,
Tudo é reação em cadeia.
Meu bem, venha morar na minha casa.
Há no meu jardim tantas flores pra você.
Meu bem, hoje é festa na aldeia,
Vamos pintar os nossos corpos,
Eu lembrei que hoje é dia de ser feliz.

6 comentários:

Leandro Luz disse...

Queria saber:
Você escreve tudo que sente ou sente tudo que escreve?
;]

Leandro Luz disse...

Acho tão estranho conversar por blog.
haha'
Tem msn, dona Escafandrista?

Pérola Anjos disse...

E que todos os dias sejam!

Lindo!

Beijos!

valeria soares disse...

"Se Deus quiser/um dia eu quero ser índio..."(Rita Lee)

Lindo poema!

Franck disse...

Que a felicidade seja hoje e sempre...com flores, músicas e poesia!
Bjs*

Everton Augusto disse...

Por que será que às vezes a gente esquece que é dia de ser feliz?
Você me ajudou a lembrar.
:)
Abraço.