quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Imagem em site

Quando eu nasço, sou preto

Quando eu cresço, sou preto

Quando eu fico no sol, sou preto

Quando eu tenho medo, sou preto

Quando eu estou doente, sou preto

E quando eu morro, continuo sendo preto

E você, cara branco,

Quando você nasce, você é rosa

Quando você cresce, você é branco

Quando você fica no sol, você é vermelho

Quando você fica no frio, você é azul

Quando você tem medo, você é amarelo

Quando você fica doente, você é verde

Quando você morre, você é cinza

E você ainda vem me chamar "de cor"???

 
Poema eleito pela ONU como o melhor poema de 2006, escrito por uma criança africana. Achado em artevoadeira.blogspot.com e me comoveu.

5 comentários:

Franck disse...

E o que é a cor da pele?!
Bjs*

lilly disse...

ahh eu já conhecia,tinha um vídeo junto com esse poema, essas paradas são tão bestas, é tão babaca gostar ou não da pessoa só pela cor da sua pele, orientação sexual, religião, partido, sendo que o que importa mais é o carater da pessoa
bjos

Gonçalo disse...

Todos temos cor, independentemente da raça. "Homem de cor" é mesmo expressão sem sentido!

Beijinhos***

A Escafandrista disse...

Concordo com todos vocês.

Pérola Anjos disse...

Só os hipócritas e os preconceituosos separam as pessoas por cores, até uma criança é mais sábia que estes.

Comovente mesmo, arrepiou a alma!

Beijos!