sábado, 23 de outubro de 2010

Das nossas confissões

Tango by deadangel

Olhos confessam a nossa adicção,
Olhos confessam o que não tem perdão.
Olhos confessam a divina alegria
Dos corpos que bailam na mais profunda euforia.
Olhos confessam o que tentamos esquecer,
Confessam o que palavras não podem dizer.
Olhos confessam um segredo que guardamos em profunda aflição,
Nossos olhos atestam a nossa perdição.

5 comentários:

Suzi Montenegro disse...

.

"Nossos olhos atestam nossa perdição."

Gostei, aliás, sempre gosto do que escreves. Esse até me lembrou um trecho do F. Pessoa, em "Primeiro Fausto"

"Sinto horror à significação que olhos humanos Contém...
Sinto preciso ocultar o meu íntimo aos olhares
E aos perscrutamentos que olhares mostram;
Não quero que ninguém saiba o que sinto, além de que o não posso a alguém dizer...

Um belo final de semana a ti.

Beijo grande.

PS: Só respondi teu email hj, pois só agora a pouco foi que vi.

.
.

Paulo Francisco disse...

Os olhos dizem tudo. Às vezes, morro de medo deles. Um ótimo final de semana.

A Escafandrista disse...

Isso é verdade.. dizem mais do que nós gostaríamos de dizer...

Leandro Luz disse...

É preciso ter muito cuidado com esses "safadinhos". Não dá pra confiar neles. Em contrapartida, é fato que eles não mentem.

;*

Flor com Espinhos disse...

amo olhares. realmente! olhares decifram.