segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Marcas

No tapete enrolado na sala
Nos lençóis espalhados pelo chão
Em tudo há a sua presença...
É, você passou por aqui.
E passou como um vento forte
Um sopro de vida
Um murmurar no silêncio
Um feixe de luz na escuridão.
Você marcou tudo
Como se em cada canto houvesse algo seu
Algo esquecido
Talvez de forma proposital.
Eu me pus a fazer versos
Eu me pus a sonhar de novo
Em tudo se vê
Que você passou.
Passou e deixou marcas
Deixou cartas
Deixou lembranças sob o travesseiro.
Em meio a versos e cartas e marcas
Você esteve aqui
Mas você passou.

Um comentário:

Anderson Dias, Ander, Andermaster disse...

Lindo texto, mas tem algo que não sei descrever, mas é perceptível o sentimento que vc traz em seus escritos...

vc sabe viajar ao escrever, e a atmosfera que vc coloca no texto é gostoso..

Creio que as marcas trazem consigo uma lição para se levar para todo o sempre, toda vez que vê-la sem lembrará de algo, um amor, uma história, uma ida, um perda, e isso faz firmarmos ainda mais aquilo que um dia determinanos em nossas vidas.

linda estou a cada dia mais apaixonado pela sua sensibilidade ao escrever!

bjão!