sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Ânsia do mar

Sabe lá Deus se um dia terei descanso
Dos males desse agitado coração
Que passa como maré
Enche, esvazia, seca
Ah que dor é essa
Que mareia meu coração
Sabe lá Deus se um dia terei descanso
Dos mares dessa emoção
É que o coração de quem ama
Vive de ânsia
E se esvazia num segundo
Quando se vê o amor chegar
Sabe lá Deus se um dia terei descanso
Ou se meu coração será sempre um barco
Perdido a navegar.

Um comentário:

Dário disse...

Influências de Ricardo Reis?
Estaria ele ti ajudando a desvendar o mar que existe em ti?

Navegar para dentro de nós mesmos é uma viagem que devemos estar fazendo constantemente.

Paz e luz