domingo, 11 de dezembro de 2011

O Mar serenou

Clara Nunes
O mar serenou quando ela pisou na areia
Quem samba na beira do mar é sereia
Clara Nunes
O pescador não tem medo
É segredo se volta ou se fica no fundo do mar
Ao ver a morena bonita sambando
Se explica que não vai pescar
Deixa o mar serenar
O mar serenou quando ela pisou na areia
Quem samba na beira do mar é sereia
A lua brilhava vaidosa
De si orgulhosa e prosa com que deus lhe deu
Ao ver a morena sambando Foi se acabrunhando então adormeceu o sol apareceu
O mar serenou quando ela pisou na areia
Quem samba na beira do mar é sereia
Um frio danado que vinha
Do lado gelado que o povo até se intimidou
Morena aceitou o desafio Sambou e o frio sentiu seu calor e o samba se esquentou
O mar serenou quando ela pisou na areia
Quem samba na beira do mar é sereia
A estrela que estava escondida
Sentiu-se atraída depois então
apareceu
Mas ficou tão enternecida Indagou a si mesma a estrela afinal será ela ou sou eu
O mar serenou quando ela pisou na areia
Quem samba na beira do mar é sereia

9 comentários:

CARLA STOPA disse...

Saudade desse cantinho...

Liza Leal disse...

Eis aí mais um gde talento q se foi tão cedo!...

bravo!
gotas de luz pra vc, menina Escaf!...

=)

Camila Mancio. disse...

nossa, amei o blog,
beijos e sucesso.
http://tepegonamoita.blogspot.com/

Thales disse...

E o mar serenou quando essa mineirinha pisou na areia... Lindo, viu. Bela homenagem e muito bom gosto

Vinicius disse...

Senhorita Escafandrista, tu estás certa ao supor uma influência romântica nos meus escritos poéticos. Gostaria de convidá-la para conhecer o Folhas Avulsas e ler a minha última postagem: Uma lira ensebada (uma homenagem aos bibliófilos e ao Rubens Borba de Moraes). Fica o convite e a esperança de ter novamente o prazer de tê-la como leitora. Cabe dizer que sou ignorante em muitas coisas, e neste caso na música da Clara Nunes. Vou lá ouvi-lá e dar seguinto a esse novo aprendizado que colhi aqui contigo...das profundezas do mar? Uma pérola!

Abraço

Thiago Panda disse...

Oi!
Andando por aí tropecei por aqui e gostei muito do que vi!
Adoro a " Clarinha" e a sutileza dos textos que você molda os mais expressivos sentimentos!
Voltarei mais vezes!
Inté!
\o/

RosaMaria disse...

Santa Clara Nunes!

Beijos, bom restim de semana.

Nilson Barcelli disse...

Não percebi se o poema é teu ou da Clara.
Em qualquer caso é um excelente poema.
Querida amiga, desejo-te um Feliz Natal e um ano de 2012 cheio de coisas boas para ti e para a tua família.
Beijos.

ACONTECE disse...

Clara Nunes, coisa boa demais...
As vezes a gente esquece dessas raridades que passaram por aqui, ainda bem que existe vc para nos lembrar...
Bjo