quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Simbora tristeza

"Simbora" tristeza,
Vamos juntas escrever um samba
E quem sabe dançá-lo, talvez.
Vamos juntas, "simbora",
Meu coração já se desfez
Nas notas de um samba qualquer.
Ai, tristeza, "simbora".
Eu não vejo a hora
De me refazer,
De me reescrever,
De reinventar minha própria dor.
Vamos juntas, "simbora",
Você é minha companhia
Enquanto a alegria
Não vem.

3 comentários:

Flor com Espinhos disse...

sem palavras p falar de tanta verdade...
grandes sílabas tu juntou...mto bom...

Kelly disse...

Suas produções poéticas são bastante expressivas!
Parabéns Rafinha!
Siga em frente!
;*

Dário disse...

Tristeza e samba rimam, ainda que a gramática não o diga.