sábado, 19 de setembro de 2009

Hoje eu sou bossa

Hoje eu sou bossa
Hoje eu amo
Sem meias-palavras
Hoje eu sou inteira
Hoje eu canto minha melhor
E talvez menor poesia
Na ousadia
Na manha
Na festa que é o coração
De uma menina.

3 comentários:

Velho Marujo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Velho Marujo disse...

Parece-me que a dica me foi de grande valia, aja vista a obra a qual admirei. Por dias tenho ensaiado “visita-lá”, conheci seu blog por intermédio de meu amigo Ander do blog Escritos de um poeta assaz, e foi o próprio (Ander) que me indicou a ler seus textos e poesias afirmando que iria apreciar o que aqui veria.

E digo que realmente valeu-me!

Parabéns pelo poema! Acertastes no titulo e por conseqüência no enredo.

“Hoje eu sou a bossa”

Muito bom mesmo!

Anderson Dias, Ander, Andermaster disse...

Sim, eu comentei a esse grande amigo meu (Will) sobre seu blog.

Pô, estou bem à vera...mas logo vai começar as minhas provas, não sei como estarei daqui uns dias. hauahauhauahua

E minhas últimas inspirações vêm sendo umas paradas latinas...tango, salsa e merengue...viajando!

bjos flor...fique na pas de Deus! ;)