sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Espírito livre

Um espírito livre só se dobra ao vento.
Nada pode mudar sua natureza.
Um espírito livre aprende com o tempo.
Quanto mais envelhece, mais sua energia aumenta.

Um espírito livre é dotado de profunda beleza.
Não se pode alcançá-los em sua imensidão.
Somente os livres compreendem sua leveza.
Poucos entendem a nobreza de seu coração.

4 comentários:

Liza Leal disse...

Cá entre nós,
não raro, me sinto incompreendida.

;)
bjo e um lindo dia!

Nilson Barcelli disse...

Entender o coração...?
Nem pensar, lá se ia todo o encanto...
Magnífico poema, gostei muito das taus palavras.
Tem um bom resto de semana, querida amiga.
Beijo.

Ben Magno (Sr. Borges) disse...


A árvore do tempo sintila - móbile de Calder
Move-se com o vento breve de uma brisa
Brincam pétalas, flores cheias de vida
Livres como a alma do poeta ao Sol da tarde.

Abraço com cheiro de brisa, Escafandrista!

Ben Magno (Sr. Borges) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.