sexta-feira, 29 de março de 2013

Até o fim

Ando com o juízo embaralhado, ando com o coração acelerado, mente inquieta. Ando com o horário trocado, ando falando um bocado, ando incerta. Tenho estado inundada de tudo... de mim, de ti. Tenho estado repleta desta falta, num vazio que preenche fotos, horas, lugares, um dia inteiro. Ando pensando se continuo, se paro ou se danço a música até o fim.



Katerina Bodrunova

3 comentários:

Liza Leal disse...

Tbm ando assim...
Não consigo acertar o juízo.
Por as coisas no lugar.
A música tem soado sem mto de mim.

bjo de luz
=)

Thales Nascimento disse...

Ficou bonito!

Dias, Anderson disse...

Lindo como se sempre. Penso que se começou a dançar, vale se aventurar a até o fim, depois começa outra faixa, outra dança, outra aventura.

Continua perfeita nas palavras! ;)